Avaliando seus gastos

 

Para a maioria de nós, estamos vivendo com uma renda fixa, onde sabemos o que esperar com cada salário a cada mês, e se esse for o seu caso, será muito mais fácil desenvolver estrategicamente um plano orçamentário para sua família.

Se você é um empreendedor ou trabalha em um emprego onde sua renda flutua, você ainda pode desenvolver um orçamento, mas precisa garantir que ele acomoda qualquer possível redução na receita a cada mês.

O primeiro passo no desenvolvimento de um orçamento é fazer um balanço da sua situação fiscal. Avalie exatamente onde você está em sua vida financeira, fazendo o inventário de todas as despesas em uma base de mês a mês.

Quando você começar a listar as diferentes despesas que você tem, você terá uma idéia melhor de como você precisa administrar melhor seu dinheiro, enquanto identifica formas potenciais de economizar um pouco de dinheiro a cada mês.

Lembre-se, você não precisa economizar centenas por mês, mas sim trabalhar dentro de um orçamento que ajuda a pagar as contas, deixando um pouco de lado todo mês. Vai aumentar rapidamente.

Ao avaliar suas despesas e gastos, você precisa começar por anotar suas contas, mas certifique-se de analisar também extratos bancários e contas de cartão de crédito. Você quer ficar de olho em “gastos casuais”, onde você está gastando dinheiro em lugares que não são realmente necessários.

Orçamento começa com autoavaliação de seus próprios gastos e, em seguida, dar uma olhada em suas contas mensais para determinar se existem maneiras de consolidar suas despesas para torná-lo mais gerenciável para sua família.

Ao analisar suas despesas e identificar as principais áreas em que você pode economizar dinheiro, inclua uma lista detalhada que segmenta seus gastos em categorias.

Por exemplo, sua planilha pode incluir “Gastos obrigatórios”, como sua hipoteca ou pagamento de aluguel, bem como “Necessidades”, que incluem alimentos e utilitários.

Em seguida, inclua “Despesas de bolso”, incluindo entretenimento e, é claro, “Subsídios para famílias”, que podem incluir viagens em família, roupas, melhorias em casa e diversos eventos e itens.

Quanto mais você criar uma visão geral detalhada de seus gastos e custos gerais, mais fácil será identificar áreas nas quais você pode cortar gastos e economizar mais dinheiro.

Escrever seus gastos com frequência muitas vezes ilumina áreas em sua vida financeira que poderiam ser “ajustadas”, e esse dinheiro extra a cada mês irá percorrer um longo caminho.

Um orçamento ajuda toda a sua família a se concentrar em objetivos comuns. É unificar as famílias em um propósito e esforço mútuos, trabalhando juntos para um resultado e uma recompensa bem-sucedidos. Além disso, definir um orçamento familiar ajuda você a se preparar para emergências, bem como despesas inesperadas.

Dica: Uma das maneiras mais fáceis de envolver as crianças é oferecendo-lhes uma mesada semanal em troca de trabalhos estranhos em casa, ou criar uma conta bancária para cada um dos seus filhos e depositar seus ganhos regularmente, mostrando as declarações de sua conta crescendo ao longo do tempo.

Isso não apenas os ajudará a aprender como orçar, mas cada um deles terá uma lição muito valiosa sobre responsabilidade.

 

Para saber mais, visite: https://mulhernoexterior.com.br/15-profissoes-para-nomades-digitais-em-2018/